top of page

2BForest lança serviço de apoio à "Identificação e gestão de património arqueológico"

A 2BForest lança serviço de apoio a proprietários no apoio à gestão do património arqueológico, no âmbito da legislação aplicável à conservação do património cultural e arqueológico.

Ao abrigo da legislação nacional e da certificação florestal é necessário assegurar a conservação do património arqueológico e nesse sentido a 2BForest através de profissionais dedicados e formados para o efeito presta apoio especializado na gestão do património arqueológico.



O que é o Património Arqueológico?


Segundo o artigo 74, nº107/2001, da Lei de Bases do Património Cultural, O Património Arqueológico é um recurso cultural finito e não renovável, que integra todos os vestígios, bens e outros indícios, cuja preservação e estudo permitam traçar a história da vida e da humanidade e a sua relação com o ambiente.

Os vestígios são muito variados e abrangentes, não sendo por vezes facilmente identificáveis no terreno. Pode tratar-se de estruturas, construções, agrupamentos arquitetónicos, bens móveis e monumentos de outra natureza, como depósitos estratificados; quer estejam em meio rural ou urbano, no solo, subsolo ou em meio submerso.

Isto significa que o património arqueológico é património nacional, uma vez que constituem testemunhos com valor de civilização ou de cultura, e refletem valores de memória, antiguidade, autenticidade, originalidade, raridade, singularidade, ou exemplaridade, competindo ao Estado proceder ao seu arquivo, conservação, gestão, valorização e divulgação.



Como posso saber se tenho um sítio arqueológico no meu terreno?


Para obter essa informação, aceda ao Portal do Arqueólogo: http:// arqueologia.patrimoniocultural.pt.

Depois, clique na aba superior horizontal onde diz Geoportal. Irá ser aberto um mapa com a localização de todos os sítios arqueológicos em Portugal que foram identificados e registados no portal.

Esta informação também está disponível na ForestSIM, plataforma de apoio à gestão florestal certificada, que os proprietários com área florestal certificada na 2b_Forest_Group têm acesso.


Porquê a salvaguarda do património arqueológico?


Lembre-se que uma atuação preventiva e planeada, em conjunto com uma avaliação prévia dos eventuais impactes das operações florestais sobre o Património Arqueológico, que garanta a sua salvaguarda e a sua integração no planeamento será, necessariamente, mais vantajosa e menos onerosa para si do que uma atuação posterior, agravada pela destruição de vestígios e da consequente imposição de medidas de minimização de danos e demais consequências legais. A destruição de património arqueológico, vestígios, bens ou outros indícios, é um crime punível por lei.



Comentarios


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page